A importância dos Mitos


A importância dos Mitos,
por kelly cristina




As narrativas mitológicas e épicas descreviam guerras, costumes, viagens marítimas, funerais, entre outros, de forma muito concisa, Segundo o historiador Vernant, a redação em prosa de tratados médicos, narrativas históricas, dissertações de filósofos, etc, não se diferenciavam da tradição oral, era um novo modo de expressão, nova forma de pensamento, que iria alterar a forma de compreensão da prática política.

Um exemplo é a criação de Roma, que envolve a lenda de Rômulo e Remo, esse mito acompanha a saga de Eneias, fundando cidades que são palco amoroso dos deuses. De fato, a narrativa possui correspondência com evidências arqueológicas coletadas em fundos de cabanas no Palatino e tumbas no Fórum, na região do Lácio (Península Itálica), que revelam a presença de latinos e etruscos, que teriam ido para essa região após a ocupação dos gregos.

E sendo a relação entre Grécia e Roma mais antiga do que o próprio nascimento dos mitos, foi natural suas tradições se misturarem, como por exemplo, as semelhanças entre seus deuses.

No entanto, a forma de como a religião romana encara as divindades é diferente, enquanto os gregos baseavam suas crenças nos mitos, os romanos dedicavam atenção aos rituais. Por isso, há muito mais registos de deuses originalmente gregos que romanos.



| NEWS | MYFRATERNITY | MAÇONARIA | MASONIC PRESS AGENCY |



|| www.myfraternity.org ||

Veja o canal informativo oficial em www.myfraternity.org | A Equipa,

Maçonaria: - Grão-Mestre provincial Ian Chandler é entrevistado

A Ética do R.’. E.’. A.’. A.’. e a “ajuda ao próximo”, por Álvaro Carva*

Mártir na Venezuela: O Polícia e Maçon Óscar Pérez enviou uma mensagem para o Mundo

Músicos de JAZZ que foram maçons