Mensagens

A mostrar mensagens de 2004

Princípios e Orientações do Supremo Conselho de Portugal ( textos em francês)

Imagem
Avertissement
Imagem Museológica escolhida pelo canal. Não representa o SCdP

Vous venez d’accéder au site du Suprême Conseil de Portugal (2004) qui est le gardien et le conservateur du Rite Écossais Ancien et Accepté en Portugal.
À ce titre il veille à ce que les accès aux différents secrets de la Franc-maçonnerie se fassent selon les formes traditionnelles. Certes les secrets de la maçonnerie sont souvent divulgués, mais le contexte rituel dans lequel ils sont transmis, l’ordre dans lequel ils sont communiqués avec des paliers entre les degrés, la vérification que l’enseignement de chacun de ceux-ci soit assimilé avant de conférer le suivant, caractérisent la démarche initiatique du Rite Écossais Ancien et Accepté.
L’enseignement maçonnique est délivré dans des Loges, par la pratique de rituels variant selon les degrés et les Rites.
En Portugal, quatre Rites principaux sont pratiqués au sein des différentes obédiences. La Grande Loja Nacional Portuguesa n’en pratique qu’un : le Rite Écoss…

Terminologias maçónicas extraídas do Dicionário da GLNP publicado em 2004

Imagem
Grão-Mestre – É o responsável espiritual da Obediência simbólica. Em Obediências várias, tal como na GLNP, não se ocupa nem das funções administrativas, nem financeiras. As primeiras são assumidas pelo Secretariado Permanente, tal como a segunda. No entanto, o Grande Tesoureiro na GLNP é eleito e é o responsável fiscalizador dessa área de actividade. O Grão-Mestre, sendo um ser humano, está sujeito à sua permanente evolução, tudo fazendo para cumprir com os fins que se lhe propõem e que é a satisfação espiritual dos maçons da Obediência. Representa Salomão.
Como existe uma separação de poderes entre a Grande Loja e o Supremo Conselho, cabe ao Soberano Grande Comendador do REAA assumir o encargo de responsável espiritual na Potência maçónica (do 4º ao 33º grau). - In, Dicionário dos Termos Maçónicos da GLNP
GADU – Grande Arquitecto do Universo – Conceito que permite várias interpretações. Na Maçonaria Tradicional e Regular que a GLNP representa, tal como ele foi definido na sua essência…

A Noção de Deus na Maçonaria

sábado, outubro 23, 2004 A NOÇÃO DE DEUS NA MAÇONARIA A Noção de Deus

(ver em www.glnp.pt)

A convicção em Deus, o Grande Arquitecto do Universo, conforma, na Maçonaria o denominador comum mínimo da fé. A existência de uma maçonaria não operativa, fundada na Inglaterra em 1646 e na Escócia em 1634 com a origem nos usos dos construtores que edificaram as catedrais formulam como indispensável e imperativo afirmarem a fé em Deus. Uma rápida evolução histórica desde o começo do século XVIII, é descrita num livro sobre as obrigações de um Franco Maçom das Constituições de Anderson intitulado "relativo a Deus e à religião".
Na versão de 1723, o texto fundamental é o seguinte: "um maçom está obrigado pela sua honra obedecer à lei moral, e, se ele entender bem a arte, nunca será um ateu estúpido nem um libertino irreligioso". Este texto fundador mais parece ser uma inspiração deísta, até mesmo quando parte da histórica das constituições é justamente teísta. Impõe obrigações m…

SUPREMO CONSELHO DE PORTUGAL PARTICIPA NAS COMEMORAÇÕES DOS 200 ANOS DO SUPREMO CONSELHO DA FRANÇA | Memórias

segunda-feira, novembro 01, 2004 Supremo Conselho de Portugal nos 200 anos do Supremo Conselho de França SUPREMO CONSELHO DE PORTUGAL
PARTICIPA
NAS
COMEMORAÇÕES
DOS
200 ANOS
DO
SUPREMO CONSELHO DA FRANÇA 
(extraído do portal www.glnp.pt) ( Maçonaria em Portugal) (Grande Loja Nacional Portuguesa)

O Supremo Conselho de Portugal, com um Tratado de Cooperação e Fraternidade com a Grande Loja Tradicional em Portugal (Grande Loja Nacional Portuguesa), participa desde o dia 22 a 27 de Outubro, como o único representante português nos 200 anos da Maçonaria Escocesa a ser comemorado pelo Supremo Conselho da França (1804).
Mais informações e o respectivo programa poderão ser consultados no Arquivo de Eventos deste portal.



NOTAS:

O SUPREMO CONSELHO DE PORTUGAL mantém relações de Reconhecimento e Cooperação Maçónicas com outros SS.´.CC.´., seus congéneres no Mundo. Em Portugal, tal como sucede com todos os SS.´.CC.´. nos seus respectivos países, é na GRANDE LOJA TRADICIONAL (Grande Loja Nacional Portuguesa) …

BEM-VINDOS À GRANDE LOJA NACIONAL PORTUGUESA - MAÇONARIA EM PORTUGAL | Memórias Maçonaria em Portugal

BEM-VINDOS À GRANDE LOJA NACIONAL PORTUGUESA - MAÇONARIA EM PORTUGAL - Ver site em www.glnp.pt Bem-Vindos à GLNP Grande Loja Nacional Portuguesa Maçonaria em Portugal

As ideias, porém não são felizmente o único laço com que se ligam entre si os espíritos dos homens. Independentemente delas, senão acima delas, existe para todas as consciências rectas, sinceras, leais, no meio da maior divergência de opiniões, uma fraternidade moral, fundada na mútua tolerância e no mútuo respeito, que une todos os espíritos numa mesma comunhão – o amor e a procura desinteressada da verdade.” Antero de Quental
Imagem na plataforma «Maçonaria em Portugal».

| NEWS | MYFRATERNITY | MAÇONARIA | MASONIC PRESS AGENCY | || www.myfraternity.org ||

NOTÍCIA FREQUENTEMENTE UTILIZADA SOBRE A MAÇONARIA PORTUGUESA

Imagem
NOTÍCIA FREQUENTEMENTE UTILIZADA SOBRE A MAÇONARIA PORTUGUESA.
A Maçonaria actual é fruto de vários movimentos maçónicos ocorridos ao longo do tempo. Desses, ressurgiram várias cisões e neles ocorreram várias transformações.
Em finais do século XX, o GOL sofre uma cisão. Sob a orientação da Grande Loja Nacional Francesa, nasce em 1991 a Grande Loja Regular de Portugal (GLRP). Em Dezembro de 1996, num processo atribulado, que ficou conhecido por "assalto à Casa do Sino", sede desta obediência, em Cascais, registou-se uma outra cisão, dividindo-se a maçonaria regular portuguesa em Grande Loja Regular e Legal de Portugal (GLRP-L) e Grande Loja dos Antigos. Esta, mais tarde, deu origem à Grande Loja Nacional Portuguesa. Esta última Obediência foi constituída por 19 Lojas de Norte a Sul de Portugal. Possui mais uma Loja na Península Ibérica e outra no Brasil. 
O Palácio Maçónico desta última Obediência, situa-se no Palácio dos Condes de Vinhais, monumento nacional do século XVIII s…

A GNOSE E A MAÇONARIA | Antonio Rocha Fadista

sábado, outubro 23, 2004 A GNOSE E A MAÇONARIA A GNOSE E A MAÇONARIA

RENE GUENON

"A Gnose, como dito pelo M:. I:. Ir:. Albert Pike, é a essência e o miolo da maçonaria". Por Gnose, devemos entender aqui o Conhecimento tradicional que constitui o fundo comum de todas as iniciações, cujas doutrinas e símbolos se tem transmitido, desde a mais remota Antigüidade até os nossos dias, através de todas as Fraternidades secretas cuja extensa cadeia jamais foi interrompida.
Toda doutrina esotérica pode unicamente transmitir-se por meio de uma iniciação e cada iniciação inclui necessariamente várias fases sucessivas, às quais correspondem outros tantos graus diferentes. Tais graus e fases podem ser reduzidos, em última instância, sempre a três; podemos considerar que marcam as três idades do iniciado, ou as três épocas de sua educação e caracterizá-las respectivamente com estas três palavras: nascer, crescer, e produzir. A este respeito, O Ir:.Oswald Wirth escreveu: "A iniciação maç…

COMUNICADO À IMPRENSA - Liberdade Absoluta de Expressão | Memórias da Maçonaria em Portugal

COMUNICADO À IMPRENSA - Liberdade Absoluta de Expressão COMUNICADO À IMPRENSA



O grão - mestrado da Grande Loja Nacional Portuguesa, Maçonaria Tradicional em Portugal, reuniu ontem e deliberou apresentar à Comunicação Social o seguinte COMUNICADO.

Após análise que decorre dos recentes acontecimentos públicos que exigiram uma intervenção do mais alto magistrado da Nação, a Maçonaria Tradicional, fiel às suas largas tradições, discreta mas patriótica, na luta pela LIBERDADE – IGUALDADE - FRATERNIDADE, de quem acusam e de quem é acusado, solicita aos Órgãos Supremos da Nação o direito à Liberdade Absoluta de expressão, independentemente, do momento e do seu interlocutor(es).

Que os portugueses possam de facto saber que somos um povo de “autênticos cavaleiros da liberdade, da justiça e da libertação”.



Portugal, Palácio Maçónico, 07 de Outubro de 2004.

O Grão Mestrado da Grande Loja Nacional Portuguesa

| NEWS | MYFRATERNITY | MAÇONARIA | MASONIC PRESS AGENCY | || www.myfraternity.org ||